Arquivo da Categoria

"Pensamentos"

10 mar 2016

Você já prestou a atenção em quanto lixo produz?

5656925Você sabia que os brasileiros produzem 500 gramas de lixo todos os dias, por pessoa? Parece pouco, pensando individualmente. Mas se você somar toda a população, vai ver que somamos milhões de toneladas/dia.

Eu estou fazendo um trabalho de conclusão de curso da faculdade, meu tema é Moda, Sustentabilidade e Consumo Consciente.

Como estou muito envolvida com o tema, resolvi escrever para vocês a nova visão que estou tendo das coisas.

Agora estou prestando muito mais atenção em que, e como as pessoas consomem os produtos, tanto os de moda quanto produtos em geral. E estou cada dia mais inconformada com o que vejo.

Sabendo que uma garrafa plástica demora 450 anos para se decompor na natureza, vejo pessoas comprando várias garrafas unitárias de água em mercados em vez de comprar galões de 10/20 litros que são reutilizáveis e saem bem mais baratos.

Mas você pode vir me dizer que elas são recicláveis, porém se todos reciclassem os lixos não teriam tantos animais marinhos morrendo, ou muitos rios poluídos por tantas garrafas plásticas. Todos sabemos que o melhor seria diminuir a quantidade de lixo/ dia por pessoa, porém é difícil admitir que a mudança vem de nós, é mais fácil culpar o outro ou mesmo o governo, sendo que se todos mudassem apenas um hábito por dia o mundo estaria muito melhor.

Você deve estar pensando, tá mas e aí? O que você faz pelo planeta para estar nos dizendo isso?

Eu, como cidadã e amante da natureza tenho tentado (e conseguido) diminuir muito o lixo de todos os dias.

Minha primeira aquisição para ajudar o planeta, foi uma garrafa com filtro, A marca dela é Bobble, plástica, filtra as impurezas da água assim você pode beber água da torneira sem se preocupar, tem um filtro de carbono que deixa a água ótima para beber. Além dela ser uma opção leve e bonita para carregar por ai, também é livre de BPA uma das substancias do plástico que é prejudicial à saúde.D8416i1Existem vários tamanhos de garrafas e também o jarro. cada filtro equivale a 300 garrafas de água, ou seja, olha quantas garrafas você pode evitar de jogar na natureza.

Outro produto que eu aderi foi o copo retrátil de alumínio. Com ele, deixei de usar copos descartáveis, pois onde vou levo ele na bolsa e em um mês e meio já deixei de utilizar 60 copos descartáveis, que é muita coisa! Imagina em um ano.copo-retratil-em-aluminio-922511-MLB20557818070_012016-FTambém criei vários hábitos, e um deles foi comprar mais em brechó.

Estudando cada dia mais sobre os efeitos do consumo de moda para o meio ambiente eu não consigo mais ir em lojas e comprar tudo novo, sabendo que posso encontrar peças muito mais estilosas e únicas em brechós, que hoje estão muito mais modernos.

Além de muitos tecidos não se decomporem na natureza, eles ainda levam petróleo em sua composição (depois faço um post explicando bem tudo isso), e com o consumo exagerado que temos hoje, fica complicado. Lixo têxtil polui muito o meio ambiente, mais do que você imagina.gdsUma das atitudes que tomei, e estão me ajudando muito a fazer menos lixo foi me tornar Vegana. Agora leio os rótulos, e comecei a ver quantos produtos químicos os produtos levam. E além deles, muitas substâncias de origem animal. tem shampoo que contém substâncias retiradas dos ossos dos animais ecaaaa.

Fiquei muito mais exigente com o que consumo. Agora utilizo mais produtos naturais, por exemplo: troquei o demaquilante por óleo de coco, um produto natural e muito eficiente.

Desodorante: troquei meu Rexona (que tinha uma embalagem plástica bem espessa) por um desodorante da marca Lush, que é natural e vem em um saquinho plástico. mas se você comprar na loja (eu compro pela internet), você pode levar sua latinha e o saquinho não será utilizado. Farei a resenha dele em breve.

Sapatos: estou em uma grande luta, sou apaixonada por eles! Porém tenho muitos sapatos, alguns eu estou separando para vender no Brechó Amado.

Com o dinheiro deles eu pretendo comprar um sapato da Insecta Shoes que são sapatos veganos e sustentáveis, feito totalmente com produtos reciclados, e tecidos de roupas vintages garimpadas em brechós! São muito lindos! 

No momento eu estou tentando ao máximo diminuir meu consumo, e também estou desapegando de muitas coisas que eu amo porém não uso, fazendo as peças ganharem vida nas mãos de outra pessoa.

No começo foi difícil desapegar, mas agora sinto um alívio, e uma felicidade toma conta de mim quando vejo a peça sendo usada.

O post foi para mostrar que hoje temos várias saídas e que se cada um diminuir um pouco, o mínimo que seja, já vai fazer uma grande diferença. Pois imagine quando todos deixarem de usar copos descartáveis? (sim, é um sonho). 

Temos sempre que pensar que a mudança começa da gente, e é com o exemplo que convencemos o mundo!

Espero muito que tenham gostado do Post.

Logo escreverei mais sobre moda sustentável e as saídas que temos hoje para poluir menos o nosso lindo planeta.

Muito obrigada pela visita!

Bjinhossss!

14 out 2015

Pensamentos da Prinup|Liberte-se

liberte seVou começar este post com um assunto que um dia irei abordar mais a fundo, ainda não me sinto totalmente preparada para falar disso.

Já tive anorexia, quando eu tinha meus 16 anos, coisa de adolescente que me fez fazer loucuras até meus pais perceberem e me obrigarem a fazer tratamento.

Mas enfim, o assunto de hoje é justamente para que você menina, mulher se realize. É estranho eu estar escrevendo isso pois quem me acompanha no Snapchat: Prinup sabe que eu estou fazendo reeducação alimentar e que estou fazendo vários tipos de exercícios físicos para emagrecer.

Porém eu também quero dizer que não estou feliz com o meu corpo, eu já fui bem magrinha e eu amava ser daquele jeito. Mas depois que a gente cresce as coisas mudam, as responsabilidades aumentam e os quilinhos também. E eu super respeito quem gosta do próprio corpo como ele é, que não tem vergonha e também se aceita assim, mas eu não sou assim, infelizmente.

E então eu quero dizer que hoje eu me senti muito realizada, pois comecei a fazer aula de Pole Dance e me encontrei, me senti sexy, bonita e muito mais. Sai de la outra pessoa.

Só que também fiquei um pouco chateada com o preconceito das pessoas pela modalidade e também o preconceito com o meu corpo. Sabe, eu não sou uma pessoa gorda, sim eu estou acima do peso mas não tanto assim.

Estou fazendo de tudo para emagrecer, pois eu não me sinto bem, mas eu acho que as pessoas não tem que vir falar isso para mim, pois eu não falo para ninguém que ela está acima do peso ou se não que ela é gordinha demais para fazer determinadas coisas.

Não contente com isso eu fui pesquisar na internet, e muitas meninas acima do peso fazem Pole Dance e são maravilhosas fazendo acrobacias que muita menina maromba não faz (não estou falando mal, é só uma comparação). Pois o Pole é uma questão de equilíbrio, força e muita flexibilidade.

Mas enfim, meu recado é para três tipos de pessoas: As que são como eu que ficam chateadas com pessoas preconceituosas, para as preconceituosas e também para as que se amam do jeito que são.

Primeiro para as preconceituosas: Sempre que você for falar alguma coisa , se coloque no lugar de quem esta ouvindo, empatia é tudo nessa vida. Quando a pessoa está de regime ou sei la o que ela estiver fazendo ela não quer escutar que ela é pesada e nem que está acima do peso, isso ela já sabe, se for falar algo que seja um incentivo ou um elogio, todo mundo tem espelho em casa #ficaadica.

Segundo para as pessoas que se aceitam e se amam como são: Meus parabéns, eu juro que quero ser assim, estou trabalhando muito nisso e que um dia eu chego lá, da umas dicas aqui nos comentários vai… rs.

E por ultimo para as pessoas como eu, que estão na luta.

Sei que eu preciso aprender muito nessa vida e que nada vem de graça e que tudo precisa de muito esforço. Mas precisamos aprender a gostar da gente, do nosso corpo, cabelo, gostos esquisitos e tudo mais, não que eu não me ame, eu me amo. Só não estou feliz com o meu corpo. Então se você é como eu vá à luta! Se não esta contente faça algo para mudar e se alguém vier falar algo que seja para te atacar, não de bola. Pense que esta pessoa pode estar sofrendo por outra coisa e tentando te atingir pois você é maravilhosa e só o que resta a ela é a inveja e ai ela te coloca para baixo pois ela não esta nada feliz de ver o seu sucesso, E quando encontrar uma pessoa que precise de ajuda, ajude! Você estará fazendo um bem enorme a ela e assim será mais uma pessoa apoiada no mundo.

Sempre que eu posso eu ajudo as pessoas, e gostaria que todos fizessem isso pelo próximo, cada um tem seus defeitos e suas qualidades e ninguém é melhor que ninguém, lembrem-se sempre disso.

Espero que vocês tenham gostado do post, e refletido um pouco.

Ah… Quando eu estiver boa no Pole eu posto fotos aqui para vocês! 

Bjinhosss!

Prinup

27 ago 2015

Pensamentos da Prinup | Consumo

ppp

Há tempos eu gostaria de escrever meus pensamentos aqui no Blog, porém sempre tive medo.

Tenho uns pensamentos absurdos as vezes e acabo me sentindo um E.T.

Mas pensei melhor, e na verdade o Blog é um diário e não só um canal de comunicação, ai pensei melhor e resolvi dividir meus pensamentos malucos com vocês, as vezes nem tão malucos.

Hoje tive uma aula na faculdade bastante reflexiva, e nela a professora falou pra gente se entender e entender as pessoas, por exemplo, não é por que você gosta de manga, que todos tem que gostar então você aceita que a pessoa não gosta de manga e ponto.

E por que não é assim na vida real com as nossas opiniões? Muitas vezes me calei diante de discussões pois se não eu seria linchada pois as pessoas não aceitam opiniões alheias e pode ser por isso que o mundo esta tão virado de cabeça pra baixo.

Conversando com a minha madrasta hoje sobre consumo, ela me falou pra eu escrever sobre minhas opiniões aqui no Blog, pois ela disse que certas coisa devem ser compartilhadas e eu entendi que tinha que deixar esse meu medo de dividir minhas opiniões e coloca-las aqui.

Pode ser que muita gente não goste, alguns nem leiam pois vai ser um post com muito texto, mas enfim, falarei de assuntos diversos e quem sabe dos meus sentimentos.

Então, sobre o consumo…

Percebo que hoje as pessoas consomem por prazer e não por necessidade, e já até indiquei um documentário sobre isso aqui no Blog, vou deixar o link aqui!

Ela estava me contando que esses dias viu uma moça na internet que falou que ficaria 200 dias sem comprar nada e que achou legal a causa.

Ai refletindo a historia pensei, será que se hoje as pessoas não fossem tão focadas no consumo e fossem mais conscientes do que esse consumo causa ao redor dela isso faria sucesso? Será que se as pessoas pensassem melhor antes de consumir alguma coisa por luxo ou status o mundo seria melhor?

Não acho que temos que deixar de consumir as coisas, mas acho que devemos ser conscientes e valorizar as pessoas que existem perto de nós, mas como assim Pri?

Pense assim, se em vez de você comprar aquelas 10 blusinhas no Aliexpress por que é super baratinho e tem 50% de chance de não servir, e assim será um dinheiro perdido, por que você não vai na loja da sua amiga ou mesmo nas lojas da região que você trabalha e compra lá?

Não seria melhor você conseguir provar a peça e ainda ajudar quem você conhece e que talvez um dia te dê um emprego ou te ajude com alguma situação?

Onde eu trabalho vejo muita gente comentando que vai pra São Paulo e vai comprar lá que é mais barato, poxa isso dói sabia?

Por que a pessoa não pensa que ela esta desmerecendo todo o trabalho de quem foi lá, enfrentou transito, andou que nem camelo no deserto, tomou chuva, gastou com alimentação e tudo mais

As vezes acho que as pessoas não colocam tudo na ponta do lápis, acho que as vezes tudo vira festa.

Então de uns tempos pra ca eu estou percebendo o como é bom valorizar o comércio local e o quanto é importante você consumir as coisas de pessoas que estão começando e que, quando você abrir o seu negocio ou mesmo trabalhar com vendas, essa mesma pessoa vai vir consumir com você.

Eu prefiro comprar roupa da minha amiga da faculdade do que em grandes redes por exemplo, pois sei que as roupas que ela faz é com carinho, mas se eu for comprar uma peça em uma loja de rede com certeza vou procurar a loja mais próxima, como eu trabalho no Centro vou ajudar o comércio do Centro, e se não tiver lá ai sim eu vou para o Shopping.

E isso eu faço com tudo, quem me conhece sabe, minhas cabeleireiras são minhas amigas e eu não troco elas por nada, a não ser que eu mude de cidade.

A maioria das minhas roupas são ou compradas no Centro da cidade e hoje em dia a maioria em desapego dazamiga, lojas das minhas amigas ou mando fazer as peças pois convenhamos nós, sai do nosso jeitinho.

Você já parou pra pensar em quantas pessoas você ajudaria se começasse a valorizar o que tem perto de você? Eu até entendo que as vezes é um pouco mais caro, mas avalie a qualidade, atendimento, facilidade e amor, pois garanto pra vocês que em todo o processo das lojas pequenas, há amor envolvido.

Eu vejo quando minha amiga faz compra pra loja dela, ela sempre lembra de alguém, faz grupo no Wats pra vender as peças, e eu avalio isso como um carinho a mais. Uma loja de rede não faz isso para você, ela não pensa que a amiga dela vai ficar linda com aquele look.

E outra coisa, vamos valorizar as marcas brasileiras, veja sempre se aquela maquiagem importada que você quer não tem de uma marca nacional que seja na mesma qualidade, conheça mais, dê oportunidade para as marcas brasileiras crescerem, pois assim teremos uma economia melhor, pois teremos mais emprego e mais investimentos em novidades.

Bom, por hoje é isso, espero que vocês tenham gostado e repensem caso concordem comigo.

E quero deixar claro que respeito a opinião de cada um e que o importante é podermos falar abertamente sobre elas.

Bjinhossss.