14 jul 2016

Pensamentos: Finja que não se importa

lalalalallalalalaE nessa minha bela solteirice eu me deparo com cada comentário tenebroso que não sei se as pessoas estão falando sério ou se estão sendo irônicas.

Pois bem, depois de um tempo escutando coisas antagônicas aos meus valores, cheguei a conclusão que, as pessoas estão sem sentimentos ou elas estão fingindo muito bem!

Pessoas se conhecendo, se gostando e se ignorando.

Vendo isso praticamente todos os dias, eu fico inquieta de pensar em o que aconteceu com as pessoas, qual a parte que eu perdi?

Será que eu estava muito focada em o que acontecia nos meus livros e esqueci de olhar para fora?

Mas aí eu vejo tanta gente falando de amor nas redes sociais, porém poucas vivenciando isso.

Será por essas regras adotadas hoje em dia? Como quem ignora por mais tempo, ou quem finge ser quem não é?

A pouco tempo fiquei solteira e com isso veio um bombardeio de regras para falar com as pessoas, no começo eu não entendi muito bem, porém agora eu entendo que o mundo esta cheio de regras tolas, e quem não segue é taxado de louco ou até desesperado.

Se importar com o próximo se tornou um defeito e isso você tem que esconder a sete chaves, viu? Se não vai ser taxada de carente e desesperada.

Mensagens no WatsApp são respondidas a cada dois dias e isso é comum, as pessoas aparentam tratar isso com normalidade, porém todo mundo se importa.

A questão é não poder demonstrar que está afim.

É tipo um jogo, sabe? Quem se importar mais, perde!

Digamos que você se sente incomodado com alguma coisa e resolva falar para a pessoa, a maneira certa é mandar em mensagens picadas para que a conversa não seja considerada um textão, pois existe um tempo certo (que eu não sei dizer a vocês) para  enviar um desses. Caso mande antes do período correto a pessoa provavelmente irá fugir de você.

Essas são apenas algumas das regras, juro que fiquei boquiaberta quando começaram a me explicar tudo isso.

Cheguei a conclusão que as pessoas não se relacionam, competem entre si.

Pois bem, eu já quebrei todas as regras e fui taxada de doida! Me importo? Não!

Eu se você não consigo fingir, não consegue entrar nessa competição, aí meu caro, as pessoas fogem, param de falar com você, te chamam de louca e mais mil coisas acontecem.

Os conselhos que eu recebo são de ignorar pessoas, demorar para responder mensagens, ficar com pessoas diferentes a cada balada, não demonstrar interesse por ninguém e ainda por cima fingir não se importar com nada.

Quando eu soube de tudo isso eu fiquei em choque e soube o por que hoje os relacionamentos são tão efêmeros.

Agora me diga, o que aconteceu com o amor? Ele só existe em posts do Facebook?

Me ensinem também como fingir, pois para mim é a coisa mais difícil do mundo!

Não tem como você começar um relacionamento com alguém fingindo ser outra pessoa, ou aparentando não se importar.

Pois eu sempre aprendi que temos que nos importar com quem se importa com a gente, pois se não é perda de tempo. Porém os valores mudaram e eu fiquei pra traz com a minha cabecinha complicada e boba.

Penso, repenso e não consigo aceitar essas novas regras. Não faz parte de mim, e eu também nunca fui muito de seguir regras, porém nunca vi regra tão complicada.

Eu acredito que o mundo que eu vivo, onde as pessoas se importam e demonstram sentimentos seja bem mais legal e real do que todo esse mimimi, onde as pessoas tem várias cartas na manga e não conseguem se relacionar com somente uma. É necessário várias cartas no baralho pois se uma desiste ainda sobram dez.

Mas no final, nenhuma da certo. Pois como diz o ditado, mais vale um pássaro na mão do que três voando.

Trate as pessoas com sentimentos e não como objetos, sinta, sofra, queira morrer!

Mas não finja, pois a vida é muito curta para brincar de sentir, ou esconder o que sente.

Pare de jogar e comece a refletir sobre o que mais importa.

Se você é daquelas pessoas que não se apega a ninguém, aí aproveita mesmo! Saia, curta, faça o que for!

Mas deixe a pessoa ciente do seu jeito de ser, pois tem algumas pessoas que fantasiam coisas e fingem estar tudo bem.

Vamos nos importar mais com o coleguinha?

Nem todo mundo pensa como a gente, e essa é a parte mais legal! Se não fosse assim, não o mundo não evoluia.

Reflitam, pois essa é só a minha maneira de pensar e eu adoraria saber como você que esta lendo este texto pensa.

Deixe aqui nos comentários sua opinião.

Muito obrigada pela visita!

Avec Amour

Prinup

Tags:

Você também pode gostar de:

4 Comentários

  1. Elis Figueiredo disse:

    Por isso amiga que as vezes sou taxada de louquinha ou bêbada, por ser transparente demais e estrapolar o que sinto ou que penso,mas o segredo é não ligar pra opinião alheia e fazer o que te faz feliz

  2. Rafaela Gomes disse:

    Tudo tem seu tempo SEMPRE! Mas com toda certeza se importar com a opinião alheia nunca foi um bom negócio, para tudo na vida, não só para sentimentos amorosos.
    Nem ligo, podem chamar do que quiser…eu chamo isso de LIBERDADE. Nada mais libertador do que estar “se fodendo” para a opinião de quem não tem nada a ver com a sua vida loka.
    Enfim, tá no caminho certo.

  3. Mauricio Beloto disse:

    Esse é o pensamento de pessoas corajosas, como eu e você, que não tem medo de viver verdadeiramente, aprendemo a lidar com os sentimos que toda pessoa passa, ou deveria passar pelo menos, fico feliz em saber que existe pessoas como você, belíssimo texto

Deixe o seu comentário!