28 jun 2018

Veganismo, Sustentabilidade e Minimalismo

As vezes as pessoas me perguntam o porque de eu estar fazendo tudo o que eu faço.

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que eu estou começando a viver uma vida mais sustentável, com menos coisas, além de ser vegana!

Mas como começou tudo isso?

Bom, sou vegetariana há 6 anos, depois comecei a pesquisar sobre veganismo e ai tirei as coisas da minha alimentação, depois fui pesquisando sobre roupas e cosméticos mas já falo deles.

Quando eu estava fazendo meu TCC de moda, começamos um projeto sobre moda sustentável e brechó, tive que pesquisar muito sobre o lixo produzido pela industria da moda e todo o resto que engloba o nosso consumo.

Assim eu descobri mais um monte de coisas com as quais eu não compactuava, foi ai que eu comecei a escolher marcas mais sustentáveis, que pensavam mais no meio ambiente na hora de confeccionar peças e que também não escravizavam pessoas (o que acontece muito com marcas que fabricam em grande escala).

Assisti e ainda assisto muitos documentários e com isso escolhi começar o minimalismo, mas isso não quer dizer que eu tenho 3 calças e 2 blusas brancas, o minimalismo é você ter peças que você realmente use e se sinta bem com elas.

Não adianta ter um guarda roupa com 50 peças se você usa 7!

Então, hoje eu só compro uma peça de roupa se eu realmente for utilizar muito ela, eu cheguei a conclusão que eu não preciso ter para ser feliz, o dinheiro que eu gastava comprando coisas (roupas, sapatos, maquiagens, itens de decoração).

Hoje, esse mesmo dinheiro eu utilizo para ir em teatros, musicais, balés e coisas que antes eu achava caro, mas ao mesmo tempo gastava esse valor com coisas supérfluas pois eu achava fofo, mas depois de comprado não me trazia alegria nenhuma.

Era só mais uma coisa que ficaria entulhando o meu quarto.

Então agora, por mais que eu ache lindo, eu penso mil vezes se aquela peça vai ter serventia para mim, e eu tento me convencer que não de várias formas e se eu realmente ver que aquilo é necessário, eu levo, porém 98% das vezes eu vejo que é só impulso.

Não é fácil, principalmente no começo, é uma reeducação do consumo, mas com o tempo vai ficando automático.

A parte que eu acho mais difícil nisso tudo é com maquiagens e itens de beleza, pois são coisas baratas e que não vai fazer diferença no bolso naquele momento, eu cheguei a ter 130 batons, onde eu usava apenas 5, eu vi que eu era muito influenciada por blogueiras, pois eu acho lindo aquelas penteadeiras cheias de maquiagem!

Mas, com o tempo eu fui vendo que eu não precisava de tudo aquilo, e estudando sobre minimalismo e sustentabilidade eu vi que não me fazia feliz, hoje eu vejo que acabar com um batom é muito mais prazeroso para mim do que olhar uma gaveta cheia, pois eu sei que aquele dinheiro foi muito bem gasto.

E agora eu faço isso com tudo, sempre penso se eu não tenho algo similar e quantas vezes eu vou utilizar aquela peça, se for só para uma festa, eu provavelmente de um jeito de usar o que eu tenho.

A sustentabilidade tem tido uma grande importância na minha vida, estou trocando produtos industrializados por naturais, hoje eu faço meu próprio desodorante, assim não descarto 2 embalagens plásticas por mês, começarei a usar shampoos em barra (quando os que eu tenho acabarem), vou trocar minhas maquiagens tradicionais por orgânicas e feitas no Brasil, porém, esse processo está sendo gradual e lento.

Mas qual o motivo de eu não trocar tudo de uma vez?

Eu tenho muitos cremes corporais, shampoos e muita maquiagem, eu só vou comprar meu shampoo em barra quando o meu acabar, só vou comprar minha primeira máscara de cílios, quando as 3 que eu tenho em casa acabarem, e assim vai ser com tudo.

Gradualmente meus produtos serão naturais e orgânicos, porém respeitando o que eu já tenho, pois seria insustentável comprar tudo novo e descartar o já existente, por mais que eu seja uma pessoa ansiosa e queira testar logo esses produtos, tenho que trabalhar essa ansiedade, pois senão eu provavelmente voltarei a comprar por impulso.

Mas e ai, o que o veganismo tem a ver com isso?

Depois de muitos documentários, vi que o veganismo tem MUITO a ver com isso!

Desde o consumo de industrializados, as roupas e cosméticos, se você assistir um documentário sobre corais, o veganismo vai ser colocado, pois a indústria mata milhões de animais para usar apenas algumas partes de seu corpo, e isso prejudica sim, todo o meio ambiente, se estudar sobre o desmatamento, vai ver que ele é feito para a criação de gado (olha o veganismo ai), e muitas outras coisas que muitas pessoas não param para pensar, o consumo de plástico tem a ver com o petróleo extraído e também poluente nos mares, é uma cadeia, e é por isso que eu tenho transformado a minha vida em algo mais consciente.

E também é por isso que eu estou escrevendo aqui e bato tanto nessa tecla nas minhas redes sociais, pois sei que, da mesma maneira que eu recebo uma informação, outra pessoa que nunca pensou por esse lado possa começar a reparar e mudar alguns hábitos, que por menor que seja já faz uma diferença enorme.

Farei um post indicando documentários importantes que mostram o que está acontecendo no nosso planeta.

Espero que tenham gostado do post!

Muito obrigada pela visita!

27 ago 2015

Pensamentos da Prinup | Consumo

ppp

Há tempos eu gostaria de escrever meus pensamentos aqui no Blog, porém sempre tive medo.

Tenho uns pensamentos absurdos as vezes e acabo me sentindo um E.T.

Mas pensei melhor, e na verdade o Blog é um diário e não só um canal de comunicação, ai pensei melhor e resolvi dividir meus pensamentos malucos com vocês, as vezes nem tão malucos.

Hoje tive uma aula na faculdade bastante reflexiva, e nela a professora falou pra gente se entender e entender as pessoas, por exemplo, não é por que você gosta de manga, que todos tem que gostar então você aceita que a pessoa não gosta de manga e ponto.

E por que não é assim na vida real com as nossas opiniões? Muitas vezes me calei diante de discussões pois se não eu seria linchada pois as pessoas não aceitam opiniões alheias e pode ser por isso que o mundo esta tão virado de cabeça pra baixo.

Conversando com a minha madrasta hoje sobre consumo, ela me falou pra eu escrever sobre minhas opiniões aqui no Blog, pois ela disse que certas coisa devem ser compartilhadas e eu entendi que tinha que deixar esse meu medo de dividir minhas opiniões e coloca-las aqui.

Pode ser que muita gente não goste, alguns nem leiam pois vai ser um post com muito texto, mas enfim, falarei de assuntos diversos e quem sabe dos meus sentimentos.

Então, sobre o consumo…

Percebo que hoje as pessoas consomem por prazer e não por necessidade, e já até indiquei um documentário sobre isso aqui no Blog, vou deixar o link aqui!

Ela estava me contando que esses dias viu uma moça na internet que falou que ficaria 200 dias sem comprar nada e que achou legal a causa.

Ai refletindo a historia pensei, será que se hoje as pessoas não fossem tão focadas no consumo e fossem mais conscientes do que esse consumo causa ao redor dela isso faria sucesso? Será que se as pessoas pensassem melhor antes de consumir alguma coisa por luxo ou status o mundo seria melhor?

Não acho que temos que deixar de consumir as coisas, mas acho que devemos ser conscientes e valorizar as pessoas que existem perto de nós, mas como assim Pri?

Pense assim, se em vez de você comprar aquelas 10 blusinhas no Aliexpress por que é super baratinho e tem 50% de chance de não servir, e assim será um dinheiro perdido, por que você não vai na loja da sua amiga ou mesmo nas lojas da região que você trabalha e compra lá?

Não seria melhor você conseguir provar a peça e ainda ajudar quem você conhece e que talvez um dia te dê um emprego ou te ajude com alguma situação?

Onde eu trabalho vejo muita gente comentando que vai pra São Paulo e vai comprar lá que é mais barato, poxa isso dói sabia?

Por que a pessoa não pensa que ela esta desmerecendo todo o trabalho de quem foi lá, enfrentou transito, andou que nem camelo no deserto, tomou chuva, gastou com alimentação e tudo mais

As vezes acho que as pessoas não colocam tudo na ponta do lápis, acho que as vezes tudo vira festa.

Então de uns tempos pra ca eu estou percebendo o como é bom valorizar o comércio local e o quanto é importante você consumir as coisas de pessoas que estão começando e que, quando você abrir o seu negocio ou mesmo trabalhar com vendas, essa mesma pessoa vai vir consumir com você.

Eu prefiro comprar roupa da minha amiga da faculdade do que em grandes redes por exemplo, pois sei que as roupas que ela faz é com carinho, mas se eu for comprar uma peça em uma loja de rede com certeza vou procurar a loja mais próxima, como eu trabalho no Centro vou ajudar o comércio do Centro, e se não tiver lá ai sim eu vou para o Shopping.

E isso eu faço com tudo, quem me conhece sabe, minhas cabeleireiras são minhas amigas e eu não troco elas por nada, a não ser que eu mude de cidade.

A maioria das minhas roupas são ou compradas no Centro da cidade e hoje em dia a maioria em desapego dazamiga, lojas das minhas amigas ou mando fazer as peças pois convenhamos nós, sai do nosso jeitinho.

Você já parou pra pensar em quantas pessoas você ajudaria se começasse a valorizar o que tem perto de você? Eu até entendo que as vezes é um pouco mais caro, mas avalie a qualidade, atendimento, facilidade e amor, pois garanto pra vocês que em todo o processo das lojas pequenas, há amor envolvido.

Eu vejo quando minha amiga faz compra pra loja dela, ela sempre lembra de alguém, faz grupo no Wats pra vender as peças, e eu avalio isso como um carinho a mais. Uma loja de rede não faz isso para você, ela não pensa que a amiga dela vai ficar linda com aquele look.

E outra coisa, vamos valorizar as marcas brasileiras, veja sempre se aquela maquiagem importada que você quer não tem de uma marca nacional que seja na mesma qualidade, conheça mais, dê oportunidade para as marcas brasileiras crescerem, pois assim teremos uma economia melhor, pois teremos mais emprego e mais investimentos em novidades.

Bom, por hoje é isso, espero que vocês tenham gostado e repensem caso concordem comigo.

E quero deixar claro que respeito a opinião de cada um e que o importante é podermos falar abertamente sobre elas.

Bjinhossss.

Última