11 jul 2018

Valorize!

O que tem valor pra você? 

Já pensou nisso?

Eu penso e repenso isso diariamente, antes o que tinha valor pra mim, hoje não faz diferença nenhuma.

Já teve épocas de eu comprar vários produtos pela embalagem ou para testar, hoje, tento fazer ao máximo meus cosméticos, e no fim, quando da certo, é tão gratificante além de saber exatamente o que eu estou passando na minha pele.

Enchi meu quarto de coisas, coisas mesmo, pois muitas delas não fazem sentido nenhum pra mim.

“Coleções” de post-it, papéis de carta, caderninhos, tudo nunca usado, pra que?

Hoje me sinto sufocada dentro do meu próprio quarto, de tanta coisa e pouca emoção.

Como assim?

É diferente você viajar e trazer uma lembrança de simplesmente comprar coisinhas só pra ter.

O que vale mais a pena? Ser ou ter?

Já se fez essa pergunta?

Lembro-me claramente quando meus pés pararam de crescer e eu comecei a trabalhar, comprei muitos sapatos, pois na minha visão, eu os teria para sempre, imagine só, meus pés se manteriam daquele tamanho.

Sim, alguns eu tenho até hoje, porém muitos já se foram, pois não tem nada a ver com o meu estilo.

Era esse o tipo de pensamento que eu tinha, queria ter vários vestidos, vários sapatos, vários tudo!

E assim, todo o dinheiro que eu ganhei, desde os meus 14 anos (sim, eu trabalho desde os 14) eu gastei com coisas sem sentido.

Logicamente que cada época na minha vida foi uma “coisa” mas na maioria das vezes, o que eu não precisava.

Agora, com 27 anos, mais de 60 vestidos no guarda roupa e muitas coisas, eu cansei!

Comecei a estudar sobre minimalismo e me encontrei, encontrei aquela menina que tinha 2 tênis, 2 calças e 5 camisetinhas e adorava viajar, adorava fazer as coisas, ia em teatro, tomava sorvete, com o pouco de dinheiro que ganhava fazendo uns bordados pra fora.

Eu não me preocupava, simplesmente ia, não ligava para roupas e nem coisas, só queria estar no rolê, ter como ir nas feiras legais que aconteciam e poder comer o que quisesse sem pedir dinheiro para a mamis.

Hoje, eu ainda compro roupas, sapatos, mas muito bem pensados!

Roupas são reformadas em vez de trocadas por novas peças, sabe aquele “passeio” no shopping? Não existe mais.

Quando estou procurando alguma peça, sou bem especifica, é aquilo e ponto, nem olho as outras araras, e é libertador quando a sua percepção muda.

Estou fazendo isso com tudo, alimentação, amizades, locais e tudo, tudo o que envole meu “EU”.

A parte mais legal de tudo isso é que começa a sobrar dinheiro, sim, pois não há mais gastos supérfluos.

Comecei a admirar pessoas que tinham paz interior, o que antes pra mim, era legal ter dinheiro.

Hoje, se eu for a pé, de Uber, ônibus ou bicicleta, tanto faz, chegando onde eu quero, está ótimo!

Aquele “status” que um dia eu admirei, hoje não faz sentido algum para mim.

Hoje eu sei que experiências valem mais que coisas!

Experiência gera aprendizado, o que para mim é sinônimo de felicidade! 

28 jun 2018

Veganismo, Sustentabilidade e Minimalismo

As vezes as pessoas me perguntam o porque de eu estar fazendo tudo o que eu faço.

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que eu estou começando a viver uma vida mais sustentável, com menos coisas, além de ser vegana!

Mas como começou tudo isso?

Bom, sou vegetariana há 6 anos, depois comecei a pesquisar sobre veganismo e ai tirei as coisas da minha alimentação, depois fui pesquisando sobre roupas e cosméticos mas já falo deles.

Quando eu estava fazendo meu TCC de moda, começamos um projeto sobre moda sustentável e brechó, tive que pesquisar muito sobre o lixo produzido pela industria da moda e todo o resto que engloba o nosso consumo.

Assim eu descobri mais um monte de coisas com as quais eu não compactuava, foi ai que eu comecei a escolher marcas mais sustentáveis, que pensavam mais no meio ambiente na hora de confeccionar peças e que também não escravizavam pessoas (o que acontece muito com marcas que fabricam em grande escala).

Assisti e ainda assisto muitos documentários e com isso escolhi começar o minimalismo, mas isso não quer dizer que eu tenho 3 calças e 2 blusas brancas, o minimalismo é você ter peças que você realmente use e se sinta bem com elas.

Não adianta ter um guarda roupa com 50 peças se você usa 7!

Então, hoje eu só compro uma peça de roupa se eu realmente for utilizar muito ela, eu cheguei a conclusão que eu não preciso ter para ser feliz, o dinheiro que eu gastava comprando coisas (roupas, sapatos, maquiagens, itens de decoração).

Hoje, esse mesmo dinheiro eu utilizo para ir em teatros, musicais, balés e coisas que antes eu achava caro, mas ao mesmo tempo gastava esse valor com coisas supérfluas pois eu achava fofo, mas depois de comprado não me trazia alegria nenhuma.

Era só mais uma coisa que ficaria entulhando o meu quarto.

Então agora, por mais que eu ache lindo, eu penso mil vezes se aquela peça vai ter serventia para mim, e eu tento me convencer que não de várias formas e se eu realmente ver que aquilo é necessário, eu levo, porém 98% das vezes eu vejo que é só impulso.

Não é fácil, principalmente no começo, é uma reeducação do consumo, mas com o tempo vai ficando automático.

A parte que eu acho mais difícil nisso tudo é com maquiagens e itens de beleza, pois são coisas baratas e que não vai fazer diferença no bolso naquele momento, eu cheguei a ter 130 batons, onde eu usava apenas 5, eu vi que eu era muito influenciada por blogueiras, pois eu acho lindo aquelas penteadeiras cheias de maquiagem!

Mas, com o tempo eu fui vendo que eu não precisava de tudo aquilo, e estudando sobre minimalismo e sustentabilidade eu vi que não me fazia feliz, hoje eu vejo que acabar com um batom é muito mais prazeroso para mim do que olhar uma gaveta cheia, pois eu sei que aquele dinheiro foi muito bem gasto.

E agora eu faço isso com tudo, sempre penso se eu não tenho algo similar e quantas vezes eu vou utilizar aquela peça, se for só para uma festa, eu provavelmente de um jeito de usar o que eu tenho.

A sustentabilidade tem tido uma grande importância na minha vida, estou trocando produtos industrializados por naturais, hoje eu faço meu próprio desodorante, assim não descarto 2 embalagens plásticas por mês, começarei a usar shampoos em barra (quando os que eu tenho acabarem), vou trocar minhas maquiagens tradicionais por orgânicas e feitas no Brasil, porém, esse processo está sendo gradual e lento.

Mas qual o motivo de eu não trocar tudo de uma vez?

Eu tenho muitos cremes corporais, shampoos e muita maquiagem, eu só vou comprar meu shampoo em barra quando o meu acabar, só vou comprar minha primeira máscara de cílios, quando as 3 que eu tenho em casa acabarem, e assim vai ser com tudo.

Gradualmente meus produtos serão naturais e orgânicos, porém respeitando o que eu já tenho, pois seria insustentável comprar tudo novo e descartar o já existente, por mais que eu seja uma pessoa ansiosa e queira testar logo esses produtos, tenho que trabalhar essa ansiedade, pois senão eu provavelmente voltarei a comprar por impulso.

Mas e ai, o que o veganismo tem a ver com isso?

Depois de muitos documentários, vi que o veganismo tem MUITO a ver com isso!

Desde o consumo de industrializados, as roupas e cosméticos, se você assistir um documentário sobre corais, o veganismo vai ser colocado, pois a indústria mata milhões de animais para usar apenas algumas partes de seu corpo, e isso prejudica sim, todo o meio ambiente, se estudar sobre o desmatamento, vai ver que ele é feito para a criação de gado (olha o veganismo ai), e muitas outras coisas que muitas pessoas não param para pensar, o consumo de plástico tem a ver com o petróleo extraído e também poluente nos mares, é uma cadeia, e é por isso que eu tenho transformado a minha vida em algo mais consciente.

E também é por isso que eu estou escrevendo aqui e bato tanto nessa tecla nas minhas redes sociais, pois sei que, da mesma maneira que eu recebo uma informação, outra pessoa que nunca pensou por esse lado possa começar a reparar e mudar alguns hábitos, que por menor que seja já faz uma diferença enorme.

Farei um post indicando documentários importantes que mostram o que está acontecendo no nosso planeta.

Espero que tenham gostado do post!

Muito obrigada pela visita!

Última