11 jul 2018

Valorize!

O que tem valor pra você? 

Já pensou nisso?

Eu penso e repenso isso diariamente, antes o que tinha valor pra mim, hoje não faz diferença nenhuma.

Já teve épocas de eu comprar vários produtos pela embalagem ou para testar, hoje, tento fazer ao máximo meus cosméticos, e no fim, quando da certo, é tão gratificante além de saber exatamente o que eu estou passando na minha pele.

Enchi meu quarto de coisas, coisas mesmo, pois muitas delas não fazem sentido nenhum pra mim.

“Coleções” de post-it, papéis de carta, caderninhos, tudo nunca usado, pra que?

Hoje me sinto sufocada dentro do meu próprio quarto, de tanta coisa e pouca emoção.

Como assim?

É diferente você viajar e trazer uma lembrança de simplesmente comprar coisinhas só pra ter.

O que vale mais a pena? Ser ou ter?

Já se fez essa pergunta?

Lembro-me claramente quando meus pés pararam de crescer e eu comecei a trabalhar, comprei muitos sapatos, pois na minha visão, eu os teria para sempre, imagine só, meus pés se manteriam daquele tamanho.

Sim, alguns eu tenho até hoje, porém muitos já se foram, pois não tem nada a ver com o meu estilo.

Era esse o tipo de pensamento que eu tinha, queria ter vários vestidos, vários sapatos, vários tudo!

E assim, todo o dinheiro que eu ganhei, desde os meus 14 anos (sim, eu trabalho desde os 14) eu gastei com coisas sem sentido.

Logicamente que cada época na minha vida foi uma “coisa” mas na maioria das vezes, o que eu não precisava.

Agora, com 27 anos, mais de 60 vestidos no guarda roupa e muitas coisas, eu cansei!

Comecei a estudar sobre minimalismo e me encontrei, encontrei aquela menina que tinha 2 tênis, 2 calças e 5 camisetinhas e adorava viajar, adorava fazer as coisas, ia em teatro, tomava sorvete, com o pouco de dinheiro que ganhava fazendo uns bordados pra fora.

Eu não me preocupava, simplesmente ia, não ligava para roupas e nem coisas, só queria estar no rolê, ter como ir nas feiras legais que aconteciam e poder comer o que quisesse sem pedir dinheiro para a mamis.

Hoje, eu ainda compro roupas, sapatos, mas muito bem pensados!

Roupas são reformadas em vez de trocadas por novas peças, sabe aquele “passeio” no shopping? Não existe mais.

Quando estou procurando alguma peça, sou bem especifica, é aquilo e ponto, nem olho as outras araras, e é libertador quando a sua percepção muda.

Estou fazendo isso com tudo, alimentação, amizades, locais e tudo, tudo o que envole meu “EU”.

A parte mais legal de tudo isso é que começa a sobrar dinheiro, sim, pois não há mais gastos supérfluos.

Comecei a admirar pessoas que tinham paz interior, o que antes pra mim, era legal ter dinheiro.

Hoje, se eu for a pé, de Uber, ônibus ou bicicleta, tanto faz, chegando onde eu quero, está ótimo!

Aquele “status” que um dia eu admirei, hoje não faz sentido algum para mim.

Hoje eu sei que experiências valem mais que coisas!

Experiência gera aprendizado, o que para mim é sinônimo de felicidade! 

Você também pode gostar de:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!